Anúncie no portal da Rdio Cultura AM 1260 - So Borja
Notícias São Borja

Prefeitura trabalha alternativas para a geração de emprego e renda

Rafael Vigna Editado em 07/08/2019

Prefeitura trabalha alternativas para a geração de emprego e renda

Para os são-borjenses que correm atrás de alternativas de ocupação e de geração de rendimento, a Prefeitura é um dos endereços mais procurados, na Sala das Oportunidades, instalada no saguão do Palácio João Goulart. No local funciona um programa de microcrédito, que empresta até R$ 15 mil, para investimentos e até R$ 10 mil para capital de giro.


A diretora do Departamento Desenvolvimento Econômico, Kátia Aguilar, informa que entre duas e três operações de crédito são encaminhadas semanalmente. Os valores variam e o destino é, principalmente, para produção e venda de alimentos e para instalação ou ampliação de lojas de confecções.


O programa de microcrédito é mantido em parceria com a Imembui Financeira, de Santa Maria, com atuação em todo o Rio Grande do Sul. O juro é na ordem de 2,5% ao mês. É preciso fiador e estar com a atividade formalizada ou pelo menos já ter sido iniciada há seis meses. A inadimplência tem sido zero.


Também em relação a atividades ligadas ao agronegócio são encaminhadas alternativas. Com recursos da Consulta Popular de 2017, serão aplicados R$ 100 mil. A previsão é que a verba viabilize a instalação de pelo menos seis agroindústrias no município.


No agronegócio, licitação definiu, recentemente, empresa que vai construir pavilhão que vai abrigar indústria de laticínios no Assentamento Cristo Redentor. Além da produção de lácteos, a iniciativa visa estimular a expansão da bacia leiteira no município.


Na unidade local do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), entre duas e três pessoas procuram sugestões e orientações, diariamente. A área de produção de alimentos figura como a que registra maior demanda, no entanto, as atividade nem sempre são formalizada. A formalização agora é feita diretamente pelo interessado através da internet. Para tanto deve ser acessado o endereço wwwportaldoempreendedor@gov.br


Para ser um Micro Empreendedor Individual (MEI), é preciso recolher 5% do salário mínimo, mensalmente, usufruindo de direitos previdenciários e demais benefícios de uma atividade formalizada.

Gostou da Matéria? Deixe-nos seu curtir ou Deixe seu Comentário

Fique sempre Atualizado

Receba em seu e-mail as notícias da cidade, promoções e tudo sobre a programação da Rádio Cultura AM 1260




Todos os direitos reservados à ESBC - Empresa São-borjense de Comunicações Ltda

© Radio Cultura AM 1260 - 2014

Desenvolvido por: