Anúncie no portal da Rdio Cultura AM 1260 - So Borja
Notícias São Borja

Morre o cantor nativista Miguel Bicca

Postado dia 21/07/2021

Morre o cantor nativista Miguel Bicca

Foto: Miguel Bicca / Reprodução

Morreu na manhã desta quarta-feira, 21, no Hospital Ivan Goulart, em São Borja, um dos mais conhecidos cantores e compositores do nativismo gaúcho, Miguel Bicca, 80 anos.

Ele se tratava de um câncer já há alguns meses, doença que foi a causa de sua morte. Recentemente músicos gaúchos se uniram e fizeram shows online para buscar recursos e ajudar no seu tratamento.

Miguel Bicca nasceu em Cachoeira do Sul, em 1941, e aos 18 anos mudou-se com a família para São Borja. Em 1963, junto com Apparício Silva Rillo, Carlos Crispim Moreno (o "Pimpim"), Antônio Carlos Lara de Souza (o "Caco"), Ernando Garcia Coelho, com o irmão José Lewis Bicca, fundaram o Grupo Amador de Arte Os Angüeras. Junto com Silva Rillo também foi um dos fundadores do Festival da Barranca, atrativo de celebridades musicais, políticas e empresariais na Semana Santa.

Após 15 anos como compositor, ritmista e vocalista do grupo, seguiu em carreira solo. Bicca participou de festivais como a Tertúlia, o Sinuelo da Canção, entre outros. Em 1979, lançou o livro Estradeando, pela editora Tchê. Em 2020, a obra foi relançada pela editora Alcance. Em sua carreira musical que abrange também Santa Maria, estão músicas consagradas como Rios e Rumos, Viramato, Janaina, Barco Perdido, Atirado às Traças, entre outras.

Miguel Bicca foi considerado um dos percussores da música nativista no Rio Grande do Sul e entre os discos gravou Costeiro, em vinil, e remasterizado em CD, Meus Rios e Veredas. Suas canções abordam principalmente a temática do rio Uruguai, da vida nas barrancas, além de tratarem da mulher gaúcha e a vida no campo.

Nos últimos tempos estava morando em Santa Maria e seu principal parceiro nas composições era Sabani Felipe de Souza, com quem lançou o CD Paleteando. Miguel deixou a esposa Eloni e os filhos Juliano, Fabiana e Silvestre e netos.

As últimas homenagens ao artista serão realizadas na Sala Diamante da Funerária Angelus, a partir das 12h30, e o sepultamento será às 16h30min, no Cemitério Jardim da Paz.

Gostou da Matéria? Deixe-nos seu curtir ou Deixe seu Comentário

Fique sempre Atualizado

Receba em seu e-mail as notícias da cidade, promoções e tudo sobre a programação da Rádio Cultura AM 1260




Todos os direitos reservados à ESBC - Empresa São-borjense de Comunicações Ltda

© Radio Cultura AM 1260 - 2014

Desenvolvido por: