Anúncie no portal da Rdio Cultura AM 1260 - So Borja
Notícias São Borja

IBGE abre vaga de coordenador no Censo 2020

No ano que vem acontece o processo seletivo para os 55 recenseadores de São Borja

Anelise da Costa Andres Editado em 09/10/2019

IBGE abre vaga de coordenador no Censo 2020

(*) Foto reprodução IBGE
 

Quem estiver interessado em trabalhar no Censo Demográfico de 2020 deve ficar ligado nas oportunidades que estão sendo ofertadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em concurso público. As inscrições para uma das vagas termina no próximo dia 15 de outubro. 

Os candidatos para o cargo de Coordenador Censitário Subárea, lotado em São Borja, com abrangência em Maçambará e Itaqui, precisam ter Ensino Superior completo em qualquer área de formação. O interessado precisa ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) definitiva ou provisória, dentro do prazo de validade, no mínimo para a categoria B. O salário é de R$ 3,100 mil, com auxilio alimentação de R$ 450,00.

As inscrições têm custo de R$ 58,00. O edital pode ser acessado no site https://fgvprojetos.fgv.br/concursos/ibgepss2019. As provas da seleção acontecem no dia 8 de dezembro. O resultado sai em janeiro.

No início do próximo ano, mais 55 vagas, desta vez, para os recenseadores serão abertas em São Borja, via edital de concurso público. A dica é buscar preparação desde já. O coordenador regional do IBGE, Francisco Bofill esteve em São Borja na terça-feira, dia 24, para a primeira de uma série de reuniões de planejamento e acompanhamento.

“Esta vaga em aberto, será ocupada pelo responsável por gerir o processo nos três municípios da subárea. O prazo de inscrições é curto, por isso é importante não deixar para última hora.  Outra coisa importante é que o candidato pode escolher o local onde quer fazer a prova e também a cidade onde gostaria de exercer a atividade”, destaca Bofill.

O Censo demográfico é um verdadeiro retrato da população brasileira e das suas características socioeconômicas. A realização é bastante complexa. Em todo o país, serão percorridos cerca de 8 milhões de km quadrados, para visitar 5.579 municípios e aproximadamente 71 milhões de domicílios. “É uma operação bastante complexa. Por mais que estejamos acostumados a realiza-la de 10 em 10 anos, não é nada fácil de ser feito”, comenta o coordenador regional.

Segundo ele, com base nos dados gerados pelo Censo 2020, será possível que os municípios tenham melhores alicerces para a realização de investimentos e correções nas áreas mais necessitas, seja nos transportes, na habitação, na saúde, na educação ou na segurança. O estudo também serve de instrumento para que os empresários tenham uma radiografia de um bairro ou área da cidade.

Para as prefeituras, o processo é ainda mais essencial, pois é a partir do Censo que são definidos os índices dos dois maiores repasses federais – o Fundo de Participação Municipal (FPM) e o Fundo Nacional da Educação (Fundeb).

No Rio Grande do Sul, o edital já aberto prevê 100 vagas em 77 regionais.  Porto Alegre tem o maior número, com sete postos. São 79 vagas de Agente Censitário Operacional (ACO), 14 para Coordenador Censitário Subárea (CCS) e sete vagas para portadores de deficiência. No País, o total é de 1.343 postos de CCS e outros 1.315 para ACO.

O CCS receberá R$ 3.100,00 mensais, e o ACO, R$ 1.700,00. A jornada de trabalho das duas funções será de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias. O período máximo da contratação é de 12 meses, que pode ser prorrogado, conforme as regras da legislação em vigor.

Gostou da Matéria? Deixe-nos seu curtir ou Deixe seu Comentário

Fique sempre Atualizado

Receba em seu e-mail as notícias da cidade, promoções e tudo sobre a programação da Rádio Cultura AM 1260




Todos os direitos reservados à ESBC - Empresa São-borjense de Comunicações Ltda

© Radio Cultura AM 1260 - 2014

Desenvolvido por: