Anúncie no portal da Rdio Cultura AM 1260 - So Borja
Notícias São Borja

Ações do poder público cobram melhorias nos serviços da RGE

Enquanto a questão permanece sem respostas por parte da concessionária, algumas iniciativas começam a surgir

Rafael Vigna Editado em 12/02/2019

Ações do poder público cobram melhorias nos serviços da RGE

Os frequentes problemas relacionados com a baixa tensão na rede de energia elétrica têm afetado diversos bairros de São Borja há pelo menos dois meses. Além das interrupções de fornecimento e queima de transformadores, muitas medições realizadas em diferentes regiões da cidade constataram níveis de voltagem inferiores aos permitidos pela Aneel – o órgão regulador do setor no País. Enquanto a questão permanece sem respostas por parte da concessionária RGE, algumas ações desencadeadas pelo poder público e pela iniciativa privada começam a surgir.

Em entrevista à Rádio Cultura, na terça-feira passada, o vice-prefeito Roque Feltrin garantiu que providencias serão tomadas. Ele indica que uma iniciativa junto ao Procon do Município está em andamento com objetivo de solucionar os problemas.

Cabe lembrar que a própria prefeitura foi vítima de um transformador estourado na quinta-feira dia 31 de janeiro em razão das oscilações de tensão na rede. O incidente também ocasionou a queima de equipamentos da RBSTV no Município. Por esta razão, a cidade permaneceu sem sinal da Rede Globo de televisão por seis dias, o que aumentou a indignação de muitos são-borjenses.

O Procon, por sua vez, antecipa que uma reunião conjunta com a consultoria jurídica do município já está agendada para a próxima terça-feira. Na ocasião, um representante da concessionária deverá estar em São Borja. Segundo estatísticas do órgão de defesa do consumidor na cidade, foram cerca de 30 reclamações registradas contra a RGE desde o final de outubro, período em que as oscilações de tensão foram intensificadas. Entretanto, as tentativas de encaminhamento e solução das demandas dos consumidores não obtiveram respostas da empresa concessionária.

Na Câmara de Vereadores não é diferente. O presidente da atual legislatura, vereador Jefferson Homrich afirma que são dezenas de demandas chegando diariamente. A expectativa é de que já na próxima segunda-feira seja encaminhada uma solicitação formal convocando responsáveis a darem explicações.

Na iniciativa privada a indignação é ainda maior. O assunto será pauta da próxima reunião da ACISB. O presidente da entidade, Wolmi Oliveira, revela que há muita insatisfação entre os associados. Além dos prejuízos com queimas de equipamentos, as queixas também se referem às dificuldades encontradas para o funcionamento dos sistemas operacionais em lojas.

Gostou da Matéria? Deixe-nos seu curtir ou Deixe seu Comentário

Fique sempre Atualizado

Receba em seu e-mail as notícias da cidade, promoções e tudo sobre a programação da Rádio Cultura AM 1260




Todos os direitos reservados à ESBC - Empresa São-borjense de Comunicações Ltda

© Radio Cultura AM 1260 - 2014

Desenvolvido por: