Anúncie no portal da Rdio Cultura AM 1260 - So Borja
Notícias Geral

Centro Estadual de Vigilância e Saúde vai realizar evento sobre o Aedes Aegypti em São Borja

Atividades acontecem ainda em agosto

Michel Editado em 14/08/2018

Centro Estadual de Vigilância e Saúde vai realizar evento sobre o Aedes Aegypti em São Borja

Foto: Arquivo / Rádio Cultura

Está confirmado para ser realizado em São Borja um encontro com o Centro Estadual de Vigilância e Saúde destinado aos órgãos e instituições do município para combate e prevenção do mosquito Aedes Aegypti. A iniciativa tem o objetivo de incluir integrantes de todas as instituições públicas como universidades, órgãos de segurança, secretariais municipais e outros a fim de que esses auxiliem no controle e prevenção nos lugares em que trabalham.

Outra medida que será implementada é a instalação de um Comitê Municipal de Enfrentamento das Doenças transmitidas pelo Mosquito Aedes Aegypti. O encontro ocorre no Instituto Federal Farroupilha no dia 21 de agosto, a partir das nove horas da manhã e pela parte da tarde será o treinamento prático aos participantes.

Proliferação na cidade

Mesmo após a definição desse encontro, que vai intensificar ainda mais as ações em São Borja, a Vigilância Sanitária segue orientando a população a cuidar de suas casas, evitar acúmulo de água parada no pátio, e principalmente receber os agentes em epidemiológicos para informações e dicas que inibem a proliferação do mosquito.

Foi divulgado recentemente que a região Centro-Sul da cidade segue liderando os focos de Aedes com 341 casos já contabilizados. Na segunda colocação no ranking, vem o bairro Pirahy com 316 ocorrências, aparecendo depois o bairro José Alvarez com 156.

Outros 96 focos foram contabilizados este ano no bairro do Passo e 23 na vila Umbu. Equipe de vinte agentes de endemias monitora mais de 24 mil locais na cidade, principalmente residências e sede de empresas.

Conforme o Levantamento de Índice Rápido (LIRA), a incidência média de mosquito Aedes aegypti de cinco virgula sete por cento, é considerada de alto risco pelas autoridades. O Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal da Saúde já contabiliza 932 focos do Aedes aegypti em 2018 e a tendência é que os números venham aumentar com os próximos diagnósticos.

Gostou da Matéria? Deixe-nos seu curtir ou Deixe seu Comentário

Fique sempre Atualizado

Receba em seu e-mail as notícias da cidade, promoções e tudo sobre a programação da Rádio Cultura AM 1260




Todos os direitos reservados à ESBC - Empresa São-borjense de Comunicações Ltda

© Radio Cultura AM 1260 - 2014

Desenvolvido por: